Lista de exercícios de Literatura – Gregório de Matos


assinar descomplica-enem-redação-nota-1000Estes são alguns exercícios de Literatura no enem para que você estude e melhore seu desempenho numa prova que avalia o aluno por completo e que ganhou peso de vestibular. Neste caso, vamos estudar um período bastante importante no Brasil e que influenciou decisivamente os período que o seguiram. Caso você tenha alguma dificuldade com este conteúdo, você pode estudar com aulas em vídeo. Hoje é a melhor opção para quem tem uma vida corrida e muitas vezes chega cansado à escola não aproveitando bem as aulas presenciais. Clique aqui e veja minha sugestão para estudar em casa.

Lista de exercícios de Literatura

O texto a seguir serve como referência para as questões 10 e 11.

(PISM I - Triênio 2007-2009)

Leia o poema abaixo, atentamente, e responda às questões 10 e 11.

AOS AFETOS, E LÁGRIMAS, DERRAMADAS NA AUSÊNCIA DA DAMA A QUEM QUEIRA BEM

Ardor em firme coração nascido;

Pranto por belos olhos derramado;

Incêndio em mares de água disfarçado;

Rio de neve em fogo convertido:

Tu, que um peito abrasas escondido;

Tu, que em um rosto corres desatado;

Quando fogo, em cristais aprisionado;

Quando cristal, em chamas derretido.

Se és fogo, como passas brandamente,

Se és neve, como queimas com porfia?

Mas ai, que andou Amor em ti prudente!

Pois para temperar a tirania,

Como quis que aqui fosse a neve ardente,

Permitiu parecesse a chama fria.

MATOS, Gregório de. Sonetos líricos e satíricos.

QUESTÃO 10 (Descritor: Interpretar e extrair o tema de um texto.)

Nível de dificuldade: fácil.

Assunto: Gregório de Matos – lírica-amorosa.

O tema que o poeta desenvolve neste poema é:

a) a crítica aos costumes da época.

b) as contradições do amor.

c) o temor e o respeito a Deus.

d) a realização do amor espiritual.

e) a supremacia do homem em relação a Deus.

QUESTÃO 11 (Descritor: Reconhecimento da principal figura de linguagem de um determinado período literário).

Nível de dificuldade: fácil.

Assunto: Barroco / paradoxo.

A principal figura de linguagem que estrutura esse poema é o paradoxo. Em qual dos versos abaixo encontramos tal figura?

a) “Ardor em firme coração nascido”.

b) “Permitiu parecesse a chama fria”.

c) “Pois para temperar a tirania”.

d) “Mas ai, que andou Amor em ti prudente”.

e) “Tu, que em um rosto corres desatado”.

(PSS2009 – UFPB – 1ª série) Leia o texto, a seguir, para responder às questões 12, 13 e 14.

TEXTO I

O homem: o ser e o fazer

[...]

Veio o Filho de Deus do céu à terra a salvar o mundo; e sempre andava acompanhado, e seguido dos mesmos homens a quem veio salvar. Seguiam-no os Apóstolos, que eram doze; seguiam-no os Discípulos, que eram setenta e dois; seguiam-no as turbas, que eram muitos milhares: e quem era aqui o que servia, ou era servido? O mesmo Senhor o disse: [...]. Eu não vim a ser servido, senão a servir. E todos estes que me seguem e me assistem, todos estes que eu vim buscar, e me buscam, eu sou o que os sirvo a eles, e não eles a mim. Era Cristo mestre, era médico, era pastor, como ele disse muitas vezes. E estes mesmos são os ofícios em que servem aos gentios e cristãos aqueles ministros do Evangelho. São mestres porque catequizam e ensinam a grandes e pequenos, e não uma, senão duas vezes no dia; e quando o mestre está na aula ou na escola, não são os discípulos os que servem ao mestre, senão o mestre aos discípulos. São médicos porque não só lhes curam as almas, senão também os corpos, fazendo-lhes o comer e os medicamentos e aplicando-lhos por suas próprias mãos às chagas, ou às doenças, por asquerosas que sejam, e quando o médico cura os enfermos, ou cura deles, não são os enfermos os que servem o médico, senão o médico aos enfermos. São pastores porque têm cuidado de dar o pasto às ovelhas e a criação aos cordeiros, vigiando sobre todo o rebanho de dia e de noite: e quando o pastor assim o faz, e nisso se desvela, não são as ovelhas as que servem ao pastor, senão o pastor às ovelhas. Mas porque isto não serve aos lobos, por isso dizem que os pastores se servem.

[...]

VIEIRA, Padre Antônio. Sermões Escolhidos. Sermão da Epifania ou do Evangelho – VI. Org. e Coord. José Verdasca. São Paulo: Martin Claret, 2006, p. 171-172.

QUESTÃO 12 (Descritor: Ler e interpretar o sermão vieiriano.)

Nível de dificuldade: fácil.

Assunto: Pe. Antônio Vieira – Sermões

O texto faz referência ao Filho de Deus cuja missão

a) restringia-se à atividade de pastor, uma vez que, vivendo no campo, precisava alimentar ovelhas e cordeiros.

b) voltava-se apenas para a cura de enfermos que lhe pediam socorro.

c) limitava-se ao ensino de crianças, de jovens e de adultos.

d) resumia-se à cura das almas, catequizando os cristãos.

e) direcionava-se para a salvação do mundo, exercendo, por vezes, o papel de catequizador, de médico e de vigia dos homens.

QUESTÃO 13 (Descritor: Ler e interpretar o sermão vieiriano.)

Nível de dificuldade: fácil.

Assunto: Pe. Antônio Vieira – Sermões

No fragmento [...] e quem era aqui o que servia, ou era servido?”, a indagação tem o propósito de

a) reforçar a ideia de servidão dos discípulos.

b) definir a função dos apóstolos em relação ao Senhor.

c) afirmar que o Senhor veio à Terra para servir e ser servido.

d) solicitar ao público uma resposta imediata.

e) iniciar o questionamento acerca da missão do Senhor na Terra.

QUESTÃO 14 (Descritor: Ler e interpretar o sermão vieiriano.)

Nível de dificuldade: fácil.

Assunto: Pe. Antônio Vieira – Sermões

Com base na declaração do Senhor “Eu não vim a ser servido, senão a servir., é correto afirmar que Ele

a) dispensava qualquer ajuda dos seus discípulos.

b) reconhecia o seu poder, colocando-se acima de seus discípulos e apóstolos.

c) admitia ser servido, uma vez que era o Filho de Deus.

d) viera ao mundo para se doar aos homens, e não para receber favores.

e) sabia que os homens não tinham nada para oferecer-lhe.

 

gabarito dos exercícios

QUESTÃO 10

B

QUESTÃO 11

B

QUESTÃO 12

E

QUESTÃO 13

E

QUESTÃO 14

D

Postar um comentário